31 de out de 2016

A Compreensão Psicanalítica dos Medos

O medo, seja ele real ou não, provenha ele de perigos internos ou externos, está ligado ao sentimento de desamparo e impotência que o indivíduo experimenta desde o seu nascimento e ao longo do penoso e difícil caminho que percorre rumo ao amadurecimento.

24 de out de 2016

15 Dicas para se acalmar

O primeiro pensamento em sua cabeça assume normalmente a forma de “e se...?”, “e se eu desmaiar?”, “e se eu fizer um idiota de mim mesmo?”, “e se eu perder o controle do carro?”. Sua mente fica rapidamente inundada com pensamentos assustadores adicionais – o que desencadeia mais pensamentos apavorantes e aflitivos... Em outras palavras, o primeiro pensamento assustador conduz a mais medo, que leva ao pânico.

Exitem mais de 100 sintomas de ansiedade

Como cada pessoa funciona de forma diferente, com reações químicas exclusivas, o tipo, número, intensidade e freqüência dos sintomas de ansiedade variam de pessoa para pessoa. Por exemplo, uma pessoa pode ter apenas um leve sintoma de ansiedade, enquanto outra pode ter todos os sintomas de ansiedade com nível de gravidade alto. Todas as combinações são comuns.

Quais são os sintomas de ansiedade?

23 de out de 2016

Use a Respiração Diafragmática para Combater o Ataque do Pânico

Respirar como um bebê pode ser a chave para lidar com a síndrome do pânico, transtorno de ansiedade caracterizado por crises de falta de ar, taquicardia e sensação de que se vai perder o controle, entre outros sintomas. De acordo com o psiquiatra Geraldo Possendoro, professor da disciplina de medicina comportamental da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), uma das ferramentas que têm sido usadas com sucesso no controle das crises de pânico é a Respiração Diafragmática (RD).

A clínica psicanalista dos medos

Expressões da angústia - podem ocorrer como uma expectativa ansiosa, uma sensação de mal-estar, ou até mesmo uma crise aguda, onde o pânico é o representante maior da
intensidade do medo - são frequentes nos consultórios.

O medo é um sentimento que acompanha o ser humano em maior ou menor grau de intensidade por toda a vida, e está relacionado diretamente à reação afetiva da angústia. O termo alemão Angst, usado por Freud em muitos dos seus textos, significa, em sentido literal, ‘medo’. Porém, foi traduzido para o português como ‘ansiedade’, ou angústia’. Etimologicamente, na raiz indo-europeia, Angst se refere a ‘apertar’, ‘amarrar’. No latim, desta mesma raiz, derivam, as palavras ‘angina’ e ‘angústia’.

20 de out de 2016

O que é Transtorno do pânico?

O transtorno do pânico é uma doença que atinge homens, mulheres e até crianças. Muitas vezes, não é diagnosticado porque seus sintomas se assemelham a outros problemas médicos, como, por exemplo, o enfarte do miocárdio, e, quando não percebido, leva o paciente a ter gastos com uma série de exames e consultas com vários especialistas. Entre três pacientes com pânico, apenas um está em tratamento. Os homens, principalmente, demoram, em média, três anos para procurar ajuda. 

História do Transtorno do Pânico: diagnóstico e tratamento

A origem da palavra "Pânico"

É proveniente do grego "panikon" que tem como significado susto ou pavor repetitivo. Na mitologia grega o Deus Pã, que possuía chifres e pés de bode, provocava com seu aparecimento, horror nos pastores e camponeses. Desta forma a palavra tem em nossa língua o significado de medo ou pavor violento e repetitivo. Em Atenas, teria sido erguido na Acrópole um templo ao Deus Pã, ao lado da Ágora, praça do mercado onde se reunia a assembléia popular para discutir os problemas da cidade, sendo daí derivado o termo agorafobia, usado em psiquiatria e que possui como significado o medo de lugares abertos.

17 de out de 2016

Pscicoterapeuta explica os motivos da falta de ar em caso de ansiedade

O pscicoterapeuta Armando Ribeiro explica a diferença entre ansiedade e problema de saúde causados pelo stress de algumas situações

Personalidades, especialistas em saúde de todas as áreas, culinária, artesanato, matérias sobre os mais diversos assuntos, sempre visando a qualidade de vida das famílias brasileiras. Tudo isso você vê no "Vida Melhor", com a apresentadora Cláudia Tenório!


8 dicas para cuidar de uma pessoa com depressão

A depressão é a doença mais recorrente do século, sem distinção de sexo, cor, ou idade, qualquer um pode desenvolve-la. A depressão pode aparecer de diversos tipos e todas precisam ser tratadas com cuidado. Lidar com uma pessoa que apresenta o quadro da doença, não é fácil, mas devemos tratar com a devida seriedade.

Abaixo, listamos 8 dicas que auxiliam nos cuidados de uma pessoa com depressão

13 de out de 2016

Tratamento Natural Para Transtorno do Pânico

Quais os sintomas? Como se manifesta? 

Os principais sintomas da síndrome do pânico são: medo de enlouquecer, medo de perder o controle, medo de morrer, despersonalização, sensação de instabilidade, vertigem, palpitações, tremores, taquicardia (batimentos cardíacos acelerados), enjoo, desconforto abdominal, calafrios, choques, dor no peito, sensação de desmaio. Para afirmar que alguém sofre da síndrome do pânico é preciso que o paciente apresente pelo menos quatro desses sintomas numa frequência mínima de quatro vezes ao mês. Caso contrário, 

Medos: de onde vem e o que fazer com eles

Como pensar sobre este sentimento universal, que conhecemos tão bem na própria pele, mas que, ao mesmo tempo, é um tema complexo sob o ponto de vista da psicanálise, tanto no âmbito da teoria quanto no âmbito da técnica.

Sentimos algum tipo de medo nos vários papéis que desempenhamos em nossas vidas e ele nos acompanha em todas as fases do desenvolvimento. Alguns são plenamente justificados do ponto de vista de ameaças externas a que estamos sujeitos e temos que aprender a viver com eles.

13 Dicas para quem tem síndrome do pânico

A síndrome do pânico é um transtorno psiquiátrico que exige diagnóstico exato e tratamento correto. As crises são bastante desagradáveis, e algumas dicas podem auxiliar a complementar o tratamento. Confira as dicas do psiquiatra e clínico geral

1. Respire. Durante as crises de pânico a respiração fica bem alterada, o que piora muito o quadro. Inspire lentamente pelo nariz, retenha por pouquíssimo tempo o ar nos pulmões e

O medo nosso de cada dia

Há medos que fazem parte da vida cotidiana, enquanto outros dizem respeito ao trabalho analítico. O desafio está, primeiramente, em reconhecer essa presença incômoda. Em seguida, vem a procura pela capacidade negativa, descrita por Keats e sugerida por Bion.


"FREUD EXAMINOU ALGUNS MEDOS, ESTUDANDO RITUAIS DE POVOS PRIMITIVOS E COMPARANDO-OS COM AS EXPRESSÕES DA NEUROSE OBSESSIVA"
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...