5 de dez de 2011

Seu corpo revela sua saúde



Pele oleosa ou ressecada pode ser um sinal do organismo com relação à sua saúde. Afinal, atributos naturais, muitas vezes ligados à beleza, revelam mais sobre o seu estado saudável do que a medicina pode imaginar.


Pele oleosa…“Mulheres, desconfiem das espinhas na idade adulta. Essa erupções são sintomas deovários policísticos. A doença surge quando há superávit na produção de testosterona. Sim, elas fabricam doses mínimas do hormônio masculino, que, nas alturas, deixa a epiderme gordurosa e, assim, sujeita à acne.” Por isso, muitas vezes, os tratamentos são feitos à base de hormônios, por meio do consumo de pílulas anticoncepcionais.

Pela seca…“Uma das principais consequências do hipotireoidismo é a produção insuficiente de tiroxina, hormônio que estimula a ação das glândulas sudoríparas – essa substância auxilia na renovação da superfície corporal. Logo, quando a tiroxina está em falta, a pele se transforma em um deserto.”

Entretanto, é importante lembrar que tais problemas não pode ser generalizados. Por isso, procure um especialista para descobrir se você se encaixa nesses grupos e descubra qual o melhor tratamento.


Formato dos pés
Pode parecer prenúncios divinos, mas analisar os formato dos pés é também um trabalho realizado pela ciência para revelar certos males que algumas características podem indicar.

Pé chato:Também conhecido como pé plano, a sua sola toca quase que completamente no chão e, por isso, dificulta a fase de impulsão de uma passada. Ou seja, costuma exigir muito esforço para um movimento relativamente simples, podendo gerar cansaço precoce e dores na sola.

Pé curvado:Essa designação é relativa aos pés, cujo meio da sola não encosta por completo no chão. Pés que se encaixam nesse formato de arco possuem maior dificuldade para equilibrar o resto do corpo, podendo causar, assim como no tipo plano, incômodos e até problemas de joelho.

Dedos encavalados: Se os seus dedos dos pés começam a se sobrepor uns aos outros, atenção! Isso pode ser resultado de um diabete não tratado. Isso porque, quando não diagnosticada, a doença começa a afetar os nervos periféricos, tirando a sensibilidade dos pontos extremos do corpo. Dessa forma, os dedos acabam se acomodando a posições de sapatos apertados que eram desconfortáveis. E com isso ficam tortos.

Se você sofre com alguns desses problemas, é importante procurar um especialista para que seja indicado o melhor tratamento.

Manchas nas unhas
Pode não parecer, mas as unhas são ótimos indicadores da saúde do organismo. Segundo o dermatologista Adilson Costa, “certas alterações estéticas nelas são sinônimos de falta de algum nutriente na alimentação”. Se houver alteração é preciso potencializar o cardápio, ficando longe das dietas radicais e enchendo os pratos com alimentos ricos em proteínas, vitamina A, complexo B, além de minerais (cálcio, zinco, enxofre e iodo).



Quando ficam amareladas pode ser sinal de retenção de líquido ou problemas no sistema respiratório, e males neurológicos podem alterar o crescimento das unhas. 

Quando estão esbranquiçadas, podem indicar que o fígado ou os rins não estão funcionando perfeitamente ou que você está lidando com produtos químicos muito fortes.

Manchas escuras, por sua vez, sinalizam doenças na tireóide ou alterações imunológicas.

Por isso, ao notar qualquer alteração é preciso procurar um dermatologista para que possa ser realizado o diagnóstico e tratamento adequado.

Aspecto da língua
Assim como as manchinhas nas unhas, o aspecto da língua pode dizer muito sobre a sua saúde, segundo a nutricionista Patrícia Ramos, e por isso, merece uma atenção especial.


Língua esbranquiçada indica deficiência de ferro ou biotina;   
Língua muito avermelhada e inchada, pode sinalizar que as vitaminas E ou a nicacina estão em falta no corpo; 
Dor e sensação de ardência revelam carência de vitamina B12 e ácido fólico.

“Esses nutrientes regulam funções como a renovação das mucosas e tecidos, daí a língua refletir qualquer desequilíbrio nutricional”, explica Patrícia.
Fique esperta: o surgimento desses sintomas são sinais de que o problema já está em estágio avançado.

Posição de dormir
Apesar de existirem posições ideais para se dormir, algumas pessoas têm suas preferências. E cada uma delas pode revelar algo sobre a sua própria saúde. Confira:

De bruços: Normalmente adotada por pessoas que precisam aliviar flatulências e cólicas. Entretanto, ela pode dar torcicolo, além de colocar pressão na coluna e causar dificuldades respiratórias. Para evitar acordar cheia de dores, vire-se de lado, com um travesseiro entre os joelhos e outro atrás das costas.

De costas: Pessoas com disfunção temporomandibular (DTM) tendem a adotar tal posição já que ela alivia a pressão sobre a mandíbula. Mas, ao mesmo tempo, dificulta a respiração e não é indicada para quem ronca e está muito acima do peso. Se você respira com dificuldade, invista também na posição de lado.

De lado: Essa é a posição normalmente adotada por pessoas que respiram melhor e tem mais facilidade de atingir o sono profundo, explica Sergio Zylbersztejn, presidente do Comitê de Coluna da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia. Na opinião de fisioterapeutas, ortopedistas e médicos do sono, trata-se da melhor posição, com as pernas ligeiramente flexionadas e a cabeça apoiada em um travesseiro não muito alto.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...