11 de nov de 2011

Cuidados para uma mudança de dieta alimentar sem prejuízos à saúde

1. Estudo de nutrição e fisiologia:

O primeiro passo para mudar a dieta alimentar e construir bons hábitos é entender um pouco sobre os alimentos, suas combinações e como ajudar nosso corpo a absorver melhor os nutrientes. É preciso entender como essa máquina perfeita, que é o nosso corpo, criado por Deus, funciona, quais os
alimentos que a faz conseguir um melhor desempenho, o que acontece com ela quando comemos mal.
Não quero dizer que você precisa se formar em Nutrição ou em Medicina, mas todos nós precisamos ter conhecimentos básicos de nutrição e fisiologia humana.
E, para isso, o Criador nos deixou bons manuais, tais como a Bíblia, os livros da escritora Ellen G. White – uma mulher inspirada por Deus, que esteve à frente de seu tempo quando escreveu sobre tantos assuntos, como saúde e educação –, além de tantos outros livros que são boas referências para nossos estudos. Basta procurar nas bibliotecas, livrarias e na internet, literaturas sobre o regime alimentar vegetariano, que é a dieta que nos foi dada por Deus.
“Os pais devem procurar interessar desde cedo os filhos no estudo da fisiologia, e ensinar-lhes seus simples princípios. Ensinar-lhes a preservar as faculdades físicas, mentais e espirituais, e empregar os dons de que são dotados, de maneira que sua vida se torne uma bênção para outros, e uma honra para Deus. Este conhecimento é inapreciável para a juventude. Ser instruídos nas coisas que dizem respeito à vida e à saúde é para eles mais importante do que o conhecimento de muitas das ciências ensinadas nas escolas.” Ciência do Bom Viver, p. 385-386.
“Não negligencieis ensinar vossos filhos a preparar alimento saudável. Dando-lhes essas lições de fisiologia e de boa culinária, estais a ensinar-lhes os primeiros passos em alguns dos mais úteis ramos de educação, além de incutir-lhes princípios necessários a sua vida religiosa.” Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, p. 127.
“A importância de cuidar da saúde deve ser ensinada como um mandamento bíblico. A obediência perfeita aos preceitos de Deus reclama a conformidade com as leis do ser. A ciência da educação inclui um conhecimento de fisiologia tão completo quanto se possa obter. Ninguém pode devidamente compreender suas obrigações para com Deus a menos que entenda claramente suas obrigações para consigo mesmo como propriedade de Deus. Aquele que permanece em pecaminosa ignorância das leis da vida e da saúde, ou que voluntariamente viola essas leis, peca contra Deus.” Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, p. 295.
2. Oração e planejamento:
Ore para que Deus lhe conceda sabedoria e discernimento para fazer a Sua vontade. Deus lhe mostrará o que você precisa mudar e com base em Suas instruções, você pode estabelecer um planejamento consciente para que os novos hábitos se firmem antes de iniciar um novo hábito e uma nova mudança na alimentação.
Estabelecer metas e comemorar os progressos são atitudes muito inteligentes e motivacionais.
“A fim de manter a saúde, é necessária suficiente provisão de alimento bom e nutritivo. Se planejarmos sabiamente, os artigos promovem a boa saúde podem ser obtidos em quase todas as terras. Os vários artigos preparados de arroz, trigo, milho e aveia são enviados para toda parte, bem como feijões, ervilhas e lentilhas. Estes, juntamente com as frutas nacionais ou importadas, e a quantidade de verduras que dão em todas as localidades, oferecem oportunidade de escolher um regime dietético completo, sem o uso de alimentos cárneos.” A Ciência do Bom Viver, p. 299.
3. Busque apoio de pessoas e/ou grupos que se alinham aos seus objetivos.
Portal Tudo para Vegetarianos tem recebido muitos e-mails de leitores que querem mudar o estilo de vida. Ficamos felizes em responder aos e-mails, e de ser uma fonte de apoio para quem nos busca. Nós oramos por vocês, entregamos seus pedidos a Deus e estamos à disposição para o que pudermos ajudá-los.
Sugerimos que os líderes das igrejas que nos seguem planejem o estudo dos livros de saúde de Ellen G. White em seus pequenos grupos/células. A leitura de duas a três páginas por dia, num total de 15 páginas por semana e a discussão posterior da leitura da semana no pequeno grupo/célula, pode ser uma fonte de apoio e orientação para quem deseja mudar os hábitos e não encontra forças. Com a oração, estudo e amizade essas pessoas podem conseguir o empurrãozinho que precisavam. Hoje, com o auxílio da internet é possível, inclusive, que pequenos grupos/células funcionem por meio do Skype ou outras ferramentas que proporcionem comunicação e interação social em tempo real.
As listas de discussões virtuais são outra forma de buscar apoio e orientação. A partir das listas, é possível programar eventos coletivos, que propiciem a interação dos membros, inclusive para se alimentarem e partilharem do estilo de vida juntos.
Grupos de apoio abertos a quem deseja reformar a saúde também é uma sugestão. Eu tenho a ideia de formar um grupo de apoio e espero realizar assim que tiver oportunidade. Imaginem espalhar pelo Brasil afora vários grupos, nas igrejas, nas escolas, nos lares. Uma oportunidade e tanto para nos fortalecer, testemunhar e disseminar os benefícios e as bênçãos de um viver saudável, de acordo aos princípios de Deus.
4. Antes de tirar qualquer item do cardápio aprenda a gostar dos alimentos de origem vegetal.
Conheço muitas pessoas que reclamam da dificuldade de parar de consumir a carne. Mas, também não gostam de frutas, legumes, verduras e oleaginosas. Vai comer o que se tirar a carne? Vá a feira, contemple uma horta. Observe as cores. Abra uma fruta e cheire, coma sentindo a textura diferenciada dos alimentos. Aprecie.
Faça esse treino. Coma, para então, aprender a gostar. Se você ficar esperando e só esperando, sem tomar qualquer atitude, seu paladar não mudará de uma hora para outra.
5. Evite os excessos.
Coma alimentos variados. Fuja do hábito de só comer massas (carboidratos) ou então todas as refeições serem baseadas em alimentos com soja, porque assim a sua alimentação pode ficar pobre em nutrientes.
Vivemos num país tropical, onde praticamente tudo o que se planta, nasce. Temos alimentos de cores, sabores, texturas e nutrientes variados. É possível planejar suas refeições de forma que sejam simples, sem repetir demais os alimentos.
6. Mastigue.
Eu ouvi há algum tempo uma frase muito verdadeira: “O seu estômago não tem dentes”.
A digestão começa na boca e se você não mastiga direito sobrecarrega todo o sistema digestivo e seu corpo não pode absorver o melhor do combustível com o qual você o abasteceu.
Então, que tal fazer da hora da refeição um momento agradável, tranquilo, sem a interferência da televisão e do celular? A sua saúde é mais importante do que os seus clientes, os seus negócios, o seu trabalho, certo? Então, comece com uma oração de gratidão a Deus pelo alimento e compartilhe esse momento com sua família, amigos ou colegas de trabalho, sem pressa, mastigando adequadamente os alimentos.
Este é um exercício que estou retomando em minha vida, porque depois da chegada das crianças acabamos nos esquecendo da importância da mastigação e queremos terminar de comer rápido para cuidar dos pequenos. Essa é uma oportunidade de ensinar nossos filhos também. O comer também deve fazer parte do processo educativo.
7. Use grãos e farináceos integrais.
Especialmente na fase de mudança de dieta alimentar, muitas pessoas reclamam de sentir fraqueza e mal estar. Muitas podem ser beneficiadas com o consumo de grãos integrais no lugar dos refinados, porque mantém as fibras, dão mais saciedade e alimentam.
8. Proteína.
Um grande mito perturba o sono de quem deseja se tornar vegetariano: o mito da carência de proteínas. As proteínas estão presentes nos alimentos de origem vegetal. As leguminosas (feijões), oleaginosas (todos os tipos de castanhas), sementes e cereais são boas fontes proteicas.
Aliás, você deveria se preocupar com o consumo excessivo de proteína, já que isso é muito fácil acontecer quando se consome alimentos de origem animal. O consumo excessivo de proteína pode trazer prejuízos à saúde, como osteoporose, aumento de riscos de doenças cardiovasculares, câncer, etc.
Se você comer uma leguminosa combinada com um cereal (carboidrato) já terá a quantidade de proteína ideal para a sua refeição. Por isso se diz que a combinação arroz com feijão é perfeita. Além de ter uma qualidade nutricional excelente, provê a proteína e os aminoácidos que nosso corpo precisa.
Outros exemplos de combinação de leguminosa + carboidrato:
  • Arroz integral com lentilha.
  • Farinha de milho com feijão.
  • Pão integral com pasta de amendoim (sem açúcar).
  • Mandioca com grão de bico ou soja.
  • Macarrão integral com ervilha.
  • Quinoa com feijão branco.
Enfim, use sua criatividade.
9. Exercite o domínio próprio.
“Como nossos primeiros pais perderam o Éden pelo apetite indulgente, nossa única esperança de o reconquistar é por meio da firme negação do apetite e da paixão. A abstinência no regime alimentar e o controle de todas as paixões, preservarão o intelecto e darão vigor mental e moral, habilitando o homem a sujeitar todas as suas inclinações ao domínio das faculdades mais elevadas, e a discernir entre o certo e o errado, o sagrado e o comum. Todos quantos têm o verdadeiro senso do sacrifício feito por Cristo em deixar Seu lar no Céu para vir a este mundo a fim de, pela Sua vida, mostrar ao homem como poderia resistir à tentação, alegremente renunciarão ao próprio eu, preferindo ser participantes dos sofrimentos de Cristo.” Conselhos Sobre o Regime Alimentar, p. 59.
“A força da tentação para condescender com o apetite só pode ser medida pela inexprimível angústia de nosso Redentor naquele longo jejum, no deserto. Sabia Ele que a condescendência com o apetitepervertido de tal modo embotaria as percepções do homem que não discerniria as coisas sagradas. Adão caiu pela condescendência com o apetite; Cristo venceu pela negação do apetite. E nossa única esperança de reaver o Éden está no firme domínio próprio. Se o poder da condescendência com oapetite era tão forte sobre os homens que, para lhe quebrar as garras, o divino Filho de Deus, em favor do homem, teve de suportar um jejum de quase seis semanas, que tarefa se depara ao cristão! Entretanto, por grande que seja a luta, ele pode vencer. Pelo auxílio daquele poder divino que resistiu às mais ferozes tentações que Satanás podia inventar, ele, também, pode ter inteiro êxito em sua guerra contra o mal, e poderá no final ter na fronte a coroa do vencedor, no reino de Deus.”Conselhos Sobre o Regime Alimentar, p. 167.
“Nunca enganeis o estômago, privando-o daquilo que a saúde requer, e nunca dele abuseis impondo-lhe uma carga que não deve levar. Cultivai o domínio próprio. Refreai o apetite; conservai-o sob o controle da razão. Não julgueis necessário abarrotar a mesa com alimento insalubre quando tendes visitas. A saúde de vossa família e a influência sobre vossos filhos devem ser consideradas, tanto quanto os hábitos e gostos de vossos hóspedes.” Conselhos Sobre o Regime Alimentarp. 176.
Quando tiver vontade de comer o que Deus te pediu para deixar, ore e peça ajuda a Ele.
Não coloque aquilo que te prova dentro da sua geladeira ou armário. Simplesmente pare de comprar os alimentos que você quer deixar de consumir.
Se não resistir, se coloque de joelhos, peça perdão a Deus e recomece. Desistir, jamais! É Deus quem te dará a vitória.
Espero ter contribuído para você que, como um bebê, dá seus primeiros passos rumo a uma dieta alimentar saudável e longeva. E, também a você que está hesitante a dar mais um passo.
Esta promessa é para você que deseja fazer a vontade de Deus e se submeter a Ele:
“Será, pois, que, se ouvindo estes juízos, os guardardes e cumprirdes, o SENHOR teu Deus te guardará a aliança e a misericórdia que jurou a teus pais; E amar-te-á, e abençoar-te-á, e te fará multiplicar; abençoará o fruto do teu ventre, e o fruto da tua terra, o teu grão, e o teu mosto, e o teu azeite, e a criação das tuas vacas, e o rebanho do teu gado miúdo, na terra que jurou a teus pais dar-te. Bendito serás mais do que todos os povos; não haverá estéril entre ti, seja homem, seja mulher, nem entre os teus animais. E o SENHOR de ti desviará toda a enfermidade; sobre ti não porá nenhuma das más doenças dos egípcios, que bem sabes, antes as porá sobre todos os que te odeiam” Deuteronômio 7: 12-15.
Que Deus abençoe a cada um de nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...